Aprendizados, constatações e bizarrices em uma semana e 1 dia de Dublin

– Você paga por 2 semanas de acomodação para não se preocupar e em 3 noites dorme em 3 lugares diferentes.

– Donos de B&B de bairros charmosos são simpáticos casais irlandeses de meia idade, que adoramm saber quem é vc, o que vc faz, quais são seus sonhos, conversar sobre o tempo etc. Constatação pela estadia em 2 B&B, 2 bairros, 2 casais, 4 fofos. Uma ótima maneira de gastar bastante do seu inglês (principalmente seu listening)

– Estar entre mais de 100 pessoas em frente a um prédio pra visitar
UM apartamento para alugar é algo assustador.

– Quando seus principais companheiros na acomodação são pedreiros, pintores, um construtor figura e outras trabalhadores significa que algo está errado. Mas não quer dizer que vc não possa se divertir um pouco, fazer amizades, respeitar os trabalhadores e oferecer um pouco de café de vez em quando.

– Você está dentro do ônibus e o motorista fala pelo auto falante: “Tenha certeza que sabe onde estão seus pertences, carteira e celular. Pessoas indesejáveis dentro do ônibus neste momento”.

– Você está dentro do ônibus (de novo) e depois de 3 minutos que vc entrou o motorista fala pelo autofalante (de novo) “Troca de motorista” e o ônibus fica parado 20 minutos no ponto!

– Você abre o mapa no meio da rua e algum local vem pra te oferecer ajuda e se esforça ao máximo pra você entender onde precisar ir.

– Você pergunta em que rua está e o transeunte, em 5 segundos, localiza no GPS do celular sua localização exata, onde vc precisa ir e te dá toda a orientação de como chegar.

– Você para no ponto de ônibus e fica olhando o informativo sobre a linhas e horários e a senhorinha simpática chega perto, pergunta se precisa de ajuda e te explica todo o funcionamento do sistema de ônibus da cidade.

– Tudo igual , tudo novo, de novo.

Welcome to Dublin

 

Anúncios

Já não sou mais tão inocente…

Calma, povo! Não duvidem da minha nobreza… rsrsrs… Já são dois meses nessa tal de Dublin… Agora não posso mais olhar com carinha de gato do Shrek (agora que ele tem um filme só dele, será que ele fica ofendido de ser chamado de gato do Shrek? I dont know…) e dizer “Sorry, I arrived here just three weeks ago…” rsrsrsrs…

Já procurei trabalho, já arrumei trabalho dois trabalhos, já perdi um trabalho e já me cansei de trabalhar! É isso mesmo! Minha escala no mexicano está insana, nunca o meu corpo trabalhou tanto na minha vida! Como estou trabalhando todo dia lá, é aqui no centro de Dublin, quando o china man me mandou uma mensagem pedindo pra eu ir tal dia, eu fui sincera e falei que tinha arrumado outro emprego pois precisava trabalhar mais horas. Ele foi super fofo, me desejou sorte e pediu pra eu enviar por msg a receita do meu bolo de frutas… kkkkkk

Enfim, fazer burrito não é pra qualquer um! O restaurante é muito popular aqui… eita povinho que gosta de uma pimenta! Dizer que é busy é apelido e temos que aproveitar cada segundo livre para colocar tudo em ordem, limpeza, organização etc. Estou feliz por estar trabalhando e ganhando em euro. Com a tal da crise (cof, cof) muita gente fala que eu tive muita sorte de conseguir um (dois) emprego tão rápido e ainda com o meu inglês… Não sei muito bem o que querem dizer quando falam do meu inglês… kkkkkk

Por falar nesse tal de idioma, eu estou bem alegrinha em relação a isso. Ainda me enrolo demais pra falar, mas (e graças a Deus tem um “mas”) minha audição (listening) melhorou demais! Ontem fui para Wicklow numa excursão, a guia era irlandesa e foi o caminho INTEIRO falando no microfone e eu entendi (quase) tudo! Aquela conversa de guia, falando sobre a cidade, os pontos turísticos, as histórias e tal. Fiquei tão contente! Não faz muito tempo ouvir músicas em inglês era como aramaico para mim. Não conseguia distinguir as palavras, os sons, muito menos frases e obter sentido. Agora todo dia vou caminhando para o trabalho e ouvindo as rádios irlandesas. Tem uma que eu gosto bastante, pois o locutor fica perguntando sobre a vida da pessoa, dando opinião sobre os problemas, pergunta para o ouvinte opinião sobre algum assunto do dia… e é ótimo sentir que já estou me familiarizando com esse idiominha que sempre foi uma pedra no meu sapato.

Amo meu idioma! Não foi à toa que decidir ir trabalhar com as palavras. Nosso vocabulário é tão rico. Nossa entonação é tão importante. Conseguimos nos expressar com tantas palavras diferentes.

Aqui estou aprendendo a gostar mais do inglês. E até a me acostumar com esse sotaque irlandês que é coisa de louco! Quando conheci um americano aqui e foi tão fácil conversar com ele, me perguntei muito o porquê de eu não ter ido aprender esse troço nos Estados Unidos. Nós crescemos ouvindo inglês americano, prá nós é muito mais fácil. Mas depois me lembrei dos meus motivos. E quando o americano me falou que pra ele TAMBÉM é difícil entender os irlandeses falando, me senti muito mais tranquila. hehe…

Ah, nevou! Ou, quase… rsrsrs… O máximo que vi aqui em Dublin foi uma chuvinha com uns floquinhos de neve no meio. Isso já foi motivo para muito alvoroço por parte das minhas colegas de trabalho. Uma pagação de mico geral na frente dos clientes. kkkkkk… Sei lá, eu acho legal, mas não sou neurótica com esse lance de neve não. O povo está torcendo pra que neve no Natal. Eita povinho que cresceu assistindo filme hollywoodiano de Natal… rsrsrsrs…

Mas ontem lá em Wicklow estava tudo congelado! Lá vimos muita neve… e sentimos o QUÃO FRIO pode ser quando neva! Eita vento gelado da moléstia! Deus é pai!

Visitamos o lugar onde foram gravadas cenas de PS I Love You e Coração Valente, mas infelizmente estava nublado e não conseguimos ver muito além no horizonte. Precisarei voltar lá no verão. Ah, que chato! rsrsrs…

 

Sei lá mais o que dizer hoje.

 

Ah, inventei de ficar mais loira!

Tudo culpa de uma amiga minha do Brasil, a Lu, que ficou falando que eu tinha que fazer umas californianas nas madeixas. E de uns dias pra cá encafifei com essa ideia. Comentei com uma amiga lá do trampo, a Fran, e ela me disse pra eu procurar um salão que cuida de cabelo afro, porque aqui tem muito africano e tal. Pensei, pensei e concluí que menos de 40 euros não iria ser. Então no meu day off fui ao Tescão, comprei uma tinha ultra loira do John Frieda (estou usando a linha toda para cabelos cacheados, foi o presente que me permiti com o meu primeiro salário aqui 😉 ) , depois assisti umas minas lokas no youtube fazendo californiana em casa e lá fui eu. Só que no lugar de meter água oxigenada e pó descolorante no meu “pretty exotic curly  hair”, fiz todo um processo de escovar, amarrar o cabelo no topo da cabeça e passei a tinta. “O que descolorir, descoloriu”, pensei.  Quando terminou pareceu que não tinha mudado nada. Mas depois de seco, adorei o resultado! Fiquei com as pontinhas castanho bem clarinho. “Deu uma iluminada no rosto”, como diria um consultor de beleza bem gay!  kkkkkk (Não vou citar nomes, mas aposto que vocês até conseguem visualizar a cena!) “O loiro rejuvenesce… ilumina… cabelo escuro deixa o visual muito pesado!” kkkkkkkkk

Hoje fiz minha lista de compras para o Natal. Que fique bem claro que são compras de comida! kkkkkk… Não comemoro Natal, mas não fico sem meu peru, minha farofa com uva passa e minha salada de maionese. Vou ligar pra véia e anotar o passo a passo.

Preciso ir logo à mercearia brasileira pra comprar farinha de mandioca que o troço deve estar sendo disputado no tapa.

Nossa, agora estou muito cansada e preciso de água quente no meu ombro pra tentar relaxar. Isso se o boiler ajudar e já tiver esquentado água suficiente. Já falei sobre o boiler? Não? Então não será hoje… mas já adianto que é motivo de contendas nos melhores intercâmbios… kkkkk

Alguém me segure! Hoje eu estou precisando é que alguém me apare! Por que estou a cá quase a cair, ora pois! 😉