Carrot Cake

Hello!

Em um dos últimos episódios do “Intercambiar em Dublin” (aqui é igual seriado, precisa acompanhar! kkkk) havia comentado que tinha mais novidades “trabalhistícas”, pois bem…

No post que escrevi sobre emprego, comentei que no segundo dia de busca fui a uma cidade (nem sei se é bem outra cidade, mas enfim) próxima de Dublin, Dún Laoghaire.

Intonce, nesse dia andamos (minha amiga e eu), deixamos currículos, andamos mais um pouco e… eu consegui um teste!

MInha amiga tinha ido deixar um currículo em um café e eu estava do lado de fora esperando. Esperei, esperei, esperei… depois de quase meia hora, pensei que ela já tinha começado a trabalhar! rsrsrs…

Então resolvi subir uma ruazinha pra dar uma olhada, pois depois íamos ao shopping e depois pra Blackrock. E pimba! Nessa ruazinha encontrei uma confeitaria bem charmosinha e, o melhor, com uma plaquinha de “precisa-se”! Eeeeeeeeee

Entrei e entreguei meu currículo para o dono. Apontei que tinha experiência na área, ele não me deu muita bola e sai.

Essa parte merece um parênteses, pois muita gente que me conhece deve estar pensando: “Experiência?! Que experiência???”

Vamos lá!

Em primeiro lugar, aqui – infelizmente – é muito comum você fazer um currículo de dar inveja ao Pinóquio. Principalmente para encontrar um primeiro emprego.

Eles querem que você saiba fazer o trabalho, e não importa que é pra limpar o chão, se você não escreve que já trabalhou fazendo isso, eles não confiam na sua capacidade… rsrs

Como eu disse, infelizmente.

Em segundo lugar, eu não menti! Só exagerei um pouquinho… rsrsrs

Como assim? É isso mesmo…

Pra quem não sabe, a Ana também é confeiteira! kkkkk

Como eu digo, a pergunta não é: “Você cozinha?” , a certa é: “Além de TUDO, você também cozinha?”

Aos 15 anos fiz um curso de confeitaria e sempre gostei de “brincar” na cozinha. Minha mãe é cozinheira e eu ficava lá olhando, testando, provando, mudando… rsrs…

Como grana nunca foi uma coisa fácil na minha vida, fazer comidinhas acabou se tornando uma forma de ganhar um dinheiro. Mas sempre achei incrível a cara de felicidade das pessoas ao comerem coisas gostosas. Sei lá, isso me deixa feliz.

Comecei vendendo o que minha mãe preparava e depois segui meu próprio caminho na arte da culinária. Já vendi desde geladinho e coxinha no isopor, até pavês, bolos, trufas e ovos de páscoa.

No final do magistério era conhecida por muitos como “A menina da trufa”… Boa época aquela. Tinha até uma sócia! Que se tornou uma grande, grande amiga.

Ir atrás de cursos rápidos pra aprender fazer chocolate, armazenamento, novos bolos, vender, cobrar, carregar quilos e quilos de materiais nas costas, duas horas, no busão… tudo isso fez com que eu me tornasse uma pessoa mais forte, mais cara de pau, que valoriza muito o é e o que já conquistou.

Toda essa sessão de “senta que lá vem a história” foi mais para falar que eu acho até válido exagerar no currículo, desde que você se garanta.

Por exemplo, nunca na minha vida tinha feito café em máquina de cafeteria, então não coloquei no currículo que trabalhei neste tipo de estabelecimento. Na entrevista, quando me perguntaram, disse que não sabia, mas que aprenderia facilmente.

Daí pulamos para outro fato (é, as coisas na minha cabeça são confusas, eu sei): quando fui pra Howth o amigo de uma amiga minha que trabalha em cozinha aqui disse que minha experiência em confeitaria seria um bom diferencial e que eu deveria colocar no meu currículo alguns exemplos de tortas e bolos que eu sei fazer. Como diria o Capitão Nascimento “Missão dada é missão cumprida!”

Outro fato: desde que cheguei aqui estou mais animada pra cozinhar. Escolher, comprar e fazer minha comidinha agora faz parte do prazer da refeição. E claro que fazer doces não fica de fora! Fiz uma torta de maçã pro pessoal aqui de casa e fiquei de fazer bolo de cenoura.

Entrei no skype, peguei a receita com minha mãe (ela fazia mais que eu), perguntei se ralando a cenoura ficaria bom (porque não temos liquidificador aqui em casa).

Só sei que esse bolo virou lenda, de verdade! Falei pra um monte de gente que ia fazer aqui em casa, convidei, fiz propaganda… mas não rolou! kkkkkk
Primeiro porque não tenho forma de bolo e segundo porque foi passando, passando e não marquei a data. #prontofalei kkkkkk

Tudo isso é pra mostrar como o meu sexto sentido é aguçado, porque tinha enfiado na cabeça que tinha que fazer o bolo de cenoura pra “testar”, o porque eu também não sei. Ou não sabia.

Agora vamos voltar para a confeitaria charmosinha em Dun Laoghaire.

Deixei o currículo e sai. Não caminhei nem uns 10 passos e o dono me chamou de volta. Não conseguia nem achar meu nome no currículo, mas pediu pra eu voltar no dia seguinte pra fazer um teste! Yes!

Só que esse foi o dia da entrevista no mexicano e no dia seguinte eu teria um teste lá. Dois testes no mesmo dia!

Como o mexicano é aqui no centro de Dublin, eu resolvi dar um chapéu no chinês. É, o dono da confeitaria é um chinês, o Sky!

Pois bem, dei um cano… e o que aconteceu? Ele me ligou! Tadinho… falou que nós tínhamos um compromisso e tal. E já que o inglês é uma dificuldade, dei uma de loka e disse que tinha entendido que o teste era no dia seguinte.

E deu certo! Só ouvi: “Hum… so… see you tomorrow?”

Ponto pra Ana! Aprender a enrolar em inglês faz parte do aprendizado! hahahahah

Cheguei lá no dia seguinte e a primeira coisa que o Sky me falou foi: “I want a carrot cake!”

huahuhauhauhauhauha

Sabia que devia ter feito antes!

Ao menos havia confirmado a receita com minha mãe!

Fiz. E pelo jeito deu certo, porque ele colocou o bolo pra vender (!) e me contratou!

Fim da (longa) história: por falta de um, tenho dois empregos!

Por enquanto estou conseguindo conciliar os dois. Sou assistente do confeiteiro chef. Sinto-me fazendo um estágio, principalmente pra aprender o que o pessoal daqui gosta.

Enrolei tanto na história que agora nem dá pra contar o que faço lá… kkkkk… mas é legal! 😉

A gente se vê por aí!

Preciso tomar banho e ir dormir, porque amanhã tenho muitos burritos pra fazer!

Fui…

Anúncios

9 comentários em “Carrot Cake

  1. Dois empregos, que louca, e que bom, ganhando duplamente em euros 🙂
    Eu também fazia trufas pra vender, fiz durante dois anos, mas bolo eu só sei fazer seguindo receita. Vou decorar algumas e colocar no meu curriculo. Precisamos nos ver, em parece que moramos a 20 min de distância (a pé)

  2. Larissa Lima disse:

    que otimo que está dando tudo certo Sister ! Estava falando do seu bolo de banana com minha mãe esses dias .. ÔOO SAUDADE , só do bolo vio haha’

    • Eu fiz o bolo de banana antes de ontem! E quase eu liguei pra voce na hora, de tanta saudade que me deu! Lembro a primeira vez que fiz ai na casa do pai e sua mae ficava falando: “Isso nao vai prestar”! kkkkkkk

      • Larissa Lima disse:

        kkkkk’ me lembro desse dia como se fosse ontem. Nós estávamos sem oque fazer e com fome , de madrugada lá vai a paulinha caçar o que comer .. bateu o olho nas bananas velha da frutera e puft saio a arte .. muito bom !
        Muitas saudades Mana , não vejo a hora de chegar logo janeiro/fevereiro pra gente se ver !

  3. Fábio disse:

    Dois empregos, vai ficar Rica!!! rsrsrs… só li hoje esse seu ultimo post, com disse é igual seriado, tem que acompanhar, mas tem que ter episódios inéditos toda semana, poxa!!!!! rsrs…..é tanta informação que nem parece que está longe……bjs

    • Rica nada, vou ficar morta! kkkkk… preciso escrever mais mesmo… mas ando TÃO cansada… e esse frio… dormir parece um convite irresistível… kkkkk… saudade… bjo

  4. Emmanuel disse:

    Mas Ana…!!

    E você está estudando também? E como tava conciliando?

    Sabe, sou novo por aqui. To pensando em fazer o mesmo tipo de aventura.. rs 😉

    • Olá, Emmanuel!
      Neste período pedi férias na escola. Agora fiquei sabendo que a imigraçao mudou algumas regras, entao está mais difícil para fazer isso (tirar férias durante o curso).
      É bom dar uma pesquisada.
      Seja bem-vindo ao blog.
      Se tiver mais dúvidas, fique a vontade para perguntar.

      Abraços

  5. […] este nhenhenheim, este blábláblá, inclusive, acabei de dar uma fuçada no blog e no post “Carrot Cake” já tem essa mesma história, mas mais resumidinha… hahahahah… sim, seu esqueço […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s