Não sei se me motorizo ou compro uma passagem pra Dublin

Foi mais ou menos assim que tomei a decisão de fazer meu intercâmbio. Vontade, ah essa já existia faz tempo. Conhecer o mundo, aprender muito, de muitas formas e em diferentes lugares. Só isso já é motivo mais do que suficiente para sonhar em morar fora. Mas vamos lá, por que comprar um carro ou ir pra pro exterior?
Eu amo minha cidade. Sério mesmo! Sou paulistana e tenho muito orgulho disso. Mas sofro demais com o trânsito dessa megalópole. Sofro, o trânsito me destrói, os ônibus cheio conseguem me tirar do sério, calor humano, desrespeito com a população que deixa metade de seus ganhos em impostos, total falta de estrutura para o crescimento desenfreado da cidade e seus arredores… enfim… acreditava que comprando um carro seria algo do tipo “seus problemas acabaram!”. Mas aí passei a observar quem dirige na cidade. Um bando de estressados! Rsrs… o mesmo trânsito, a diferença é que não tem o calor humano. Mas você também não pode ler (o que é possível caso você consiga um milagroso lugar pra sentar no busão), ao contrário, é preciso atenção total. Porque mesmo fazendo tudo certo a possibilidade de você se envolver em um acidente no trânsito de Sampa é bem alta.
Mas que post mais pessimista! Principalmente para um 1º post!
É verdade… só sei que por tudo isso e mais um pouco decidi: ta na hora de tirar um ano pra mim!
E é isso que irei fazer.
Está chegando!
Embarco dia 15/10.
Escola paga, passagens pagas, seguros comprados, primeira hospedagem paga, euro… bem o euro é um safado que não para de subir…
Ontem foi meu último dia no trampo. Agora terei (espero) tempo para escrever aqui.
Pretendo ajudar quem pretende encarar a mesma aventura que eu. Afinal, blogs me ajudaram pra caramba. Com dicas, passo a passo de intercâmbio pra Irlanda e as experiências de cada um que é o mais legal.
É o mais legal principalmente porque é o que você mais vai encontrar por aqui. Blé!

Prometo que em algum momento (em breve) conto o tão procurado: passo a passo do intercâmbio para Dublin! rsrsrs…

Não posso deixar de fechar esse 1º post com a conversa que tive ontem cedo com minha mãe.
Situando: as duas se arrumando pra ir trabalhar. Meu último dia no trampo. Começo da contagem regressiva dos últimos 15 dias. Na noite anterior conheci pessoalmente um rapaz que também vai pra Dublin, pessoa gente boa demais, mas bastante ansioso o que me contagiou.

Eu: (na porta do banheiro, tirando a remela do olho) “Nossa, essa noite não dormi direito. Acordei assustada, achando que era super tarde, porque o rádio estava desligado e quando olhei o celular não eram nem 6 da manhã.”
Mãe: (no banheiro, passando chapinha no cabelo) “Você está nervosa porque hoje é o último dia…”
Eu: (tentando fazer drama) “É mãe, ta chegando!”
Mãe: (quebrando minhas pernas) “Ué, você marcou, uma hora tem que chegar!”

Por que eu tenho uma mãe tão madura?

PS:ah, e hoje tem show do SOAD pra exorcizar TUDO! rsrsrsrs…

Anúncios

3 comentários em “Não sei se me motorizo ou compro uma passagem pra Dublin

  1. Ariana Dias disse:

    Minha amiga, minha pequena, cabelinho de ovelha! Como pode a gente ficar tanto tempo sem ver uma pessoa e continuar amando tanto. Sua energia, coragem e otimismo me emociona e contagia. Tú sabe que eu sou uma pessa pragmática e rabugenta, ademais um tanto quanto pessimista, mas lembrar de você acompanhar você me enche de uma vontade de viver que eu só conheç ode perto em você. Porque você é assim se mostra essa danada aí, que tú é, mas também nunca escondeu de mim (e de nínguém) os teus defeitos e humanidades.

    Eu vou chorar quando eu te ver, tenho certeza, até porque tô chorando agorinha mesmo!

    Você é minh prova de que viver do que se sonha é plenamente possível.

    Amo muito, muito mesmo. =]

  2. Ariana Dias disse:

    Minha amiga, minha pequena, cabelinho de ovelha! Como pode a gente ficar tanto tempo sem ver uma pessoa e continuar amando tanto? Sua energia, coragem e otimismo me emociona e contagia. Tú sabe que eu sou uma pessoa pragmática e rabugenta, ademais um tanto quanto pessimista, mas lembrar de você, acompanhar você, me enche de uma vontade de viver que eu só conheço de perto em ti. Porque você é assim, se mostra essa danada aí que tú é, mas também nunca escondeu de mim (e de ninguém) os teus defeitos e humanidades.

    Eu vou chorar quando eu te ver, tenho certeza, até porque tô chorando agorinha mesmo!

    Você é minha prova de que viver do que se sonha é plenamente possível.

    Amo muito, muito mesmo. =]

    Muito boa sorte, vai dar tudo certo!!!!

  3. Oh, pessoa linda! Essa sua máscara de rabugenta nunca me convenceu mesmo! Você não imagina o quanto fico feliz de ouvir (ler) isso de você! Saber que minhas atitudes ajudam alguém ter mais vontade de viver é uma sensação de alegria indescritível!
    Nós nos encontramos nessa vida loka e não foi à toa que nos encontramos na nossa caminhada, que tem tanto em comum… Estamos sempre juntas, mesmo que não fisicamente. Disso eu tenho certeza!
    Te amo demais!!!
    Muito obrigada! Pela amizade, por torcer por mim, por existir e ser a bruaca do meu coração!

    (tb com os olhos marejados….)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s